Sobre amor platônico

Hoje tive a oportunidade de conversar com uma pessoa muito rica, de conteúdo. Sabe quando você olha uma pessoa e percebe que poderia ficar horas e horas conversando e o assunto não acabaria? E nessa conversa aprendi algo novo… Sobre amor platônico.

Sempre que me referia a amor platônico, imaginava que se tratava de um amor distante, inacessível, intocável, à distância. E acho que muita gente também pensa assim… Mas hoje fiquei sabendo que o o amor ideal de Platão é outro!

Platão via o amor como algo puro desprovido de paixões ou qualquer sexualidade, uma vez que em geral essas são cegas, materiais, efêmeras e falsas. Para Platão o amor ideal se fundamentava em virtudes como a beleza de caráter e inteligência. Acho que se atualmente o mundo tivesse mais desse tipo de amor platônico, as coisas seriam bem mais fáceis! A impressão que tenho é que houve uma inversão de valores, onde o certo se torna errado e o errado certo… Mas fico muito feliz quando encontro pessoas que pensam dessa forma, sinal que ainda há esperança no mundo!

Share
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *